1615
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 10/03/2020 14:40

Professores grevistas protestam na Câmara e obtêm apoio do Legislativo de Guaxupé

Dezenas de educadores protestaram contra o Governo de Minas
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Professores grevistas protestam na Câmara e obtêm apoio do Legislativo de Guaxupé

Professores da rede pública estadual de ensino em Guaxupé, que encontram-se em greve há cerca de um mês, por melhores salários e condições de trabalho, protestaram na Câmara Municipal, nesta noite de segunda-feira, 9 de março. Representados pelo educador Cristiano Oliveira de Souza, que usou a Tribuna para divulgar o conteúdo da causa coletiva, os manifestantes receberam apoio integral dos legisladores, os quais prometeram contatar deputados estaduais e o próprio Governo de Minas em favor da classe.
A manifestação foi representada pela presença expressiva de docentes, alunos e pais de estudantes. Antes do pronunciamento de Cristiano Oliveira, os educadores ouviram os parlamentares divulgarem o respeito para com a luta deles: "Externo meu apoio à causa, que é justa. Encaminhei ofício ao deputado Cleitinho Azevedo, o qual me ligou, falando que os professores podem contar com o apoio dele na ALMG", anunciou Donizetti Luciano dos Santos (Zettinho). "Solicito que enviemos um ofício ao Governador, com nosso apoio aos professores", sugeriu João Fernando de Souza. "Eu proponho até uma Moção de Repúdio contra a Secretaria Estadual de Educação", participou Luzia Angelini Silva. Outros vereadores também manifestaram-se em favor dos professores.

O pronunciamento da classe
Já durante sua fala, o professor Cristiano expôs os motivos pelos quais estão em greve. Ciente dos transtornos que a paralisação provoca não só aos educadores, mas para alunos e seu desenvolvimento, ele enfatizou que a paralisação é o último recurso da categoria, haja vista as tentativas de negociação frustrada com o Governo: "Gostaria de agradecer aos vereadores, que apoiam nossa causa. Nossa greve é em defesa do piso, do emprego e o direito à Educação. O piso salarial nacional da Educação, que foi aprovado pela lei federal 11.738/2008, aprovada há doze anos, mas ainda não cumprida em Minas Gerais. Há, ainda, a lei estadual 20.710/2015, que determina o pagamento do piso salarial aos professores e servidores da Educação. O piso é R$ 1.800,00 e nós recebemos, em Minas Gerais, R$ 700,00 a menos. Então, estamos lutando por um direito conquistado no passado, mas que ainda não está em vigor", defendeu o professor. CLIQUE AQUI e veja a íntegra do pronunciamento do professor Cristiano.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.