2244
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 02/03/2021 13:49

A mulher e a relação com a autoimagem

Brasil lidera ranking de intervenções estéticas e nem a Covid-19 parou o mercado da beleza
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis A mulher e a relação com a autoimagem

Historicamente, a mulher sempre sofreu mais pressões para não envelhecer ou se manter bonita e atraente. É o que chamamos da cultura da eterna beleza.  Para algumas mulheres, isso vira uma obsessão a ponto de desenvolverem depressão à medida que os sinais da idade vão chegando ou o corpo não tem os padrões vigentes. (CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE)

No Brasil, temos exemplos muito evidentes disso. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, somos o país com o maior número de procedimentos estéticos do mundo. Em 2019, foram 1,5 milhões de procedimentos cirúrgicos no país. O equivalente a 13,1% do total mundial. E elas acontecem cada vez mais cedo. Somente nos últimos dez anos, houve um aumento de 141% no número de procedimentos entre jovens de 13 a 18 anos, segundo a SBCP.

Isso fez com que o mercado da estética crescesse 567% de 2014 a 2019. Em 5 anos, o número de profissionais da área aumentou de 72 mil para 480 mil no país. E nem a Covid parou o mercado. Segundo estudo feito pela agência Corebiz, de São Paulo, o faturamento do comércio eletrônico de cosméticos, a nível nacional, cresceu 68% entre 1 de março e 14 de junho de 2020, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Mas, para além dos números, o questionamento é: Isso trouxe satisfação e felicidade para as mulheres? De acordo com a dermatologista varginhense, Mariella Elisei, a consulta se tornou um momento de escuta das dores e queixas das mulheres já que os “problemas” estéticos quase sempre chegam carregados de muita pressão por uma imagem que não é a delas. “Muitas mulheres chegam ao consultório com o print da foto da influencer ou do filtro do Instagram e querem ficar iguais. A questão é que precisamos entender todas as particularidades de cada uma. É necessária uma avaliação crítica e individual para que os resultados reais tragam mais que estética, tragam satisfação com a autoimagem”, destaca a médica.

A Clínica Mariella Elisei, especializada em rejuvenescimento, tem sentido dia a dia os efeitos das pressões estéticas das redes sociais e, para a médica, o caminho para uma relação eficiente entre profissionais da beleza e pacientes passa inevitavelmente pelo atendimento humanizado. “Mulheres que compreendem mulheres. No meu exercício da dermatologia, foco nisso. Com empatia e humanidade, os efeitos da busca pela beleza e uma boa autoimagem ultrapassam a imagem externa”, finaliza a doutora Mariella.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.