9509
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 11/05/2020 11:02

Clínica de recuperação a dependentes químicos é interditada em Guaxupé

A ação foi conduzida pelas secretarias municipais de Saúde e Desenvolvimento Social, com os apoios da Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Clínica de recuperação a dependentes químicos é interditada em Guaxupé

Autoridades civis e militares em Guaxupé realizaram a interdição da Clínica Amor e Vida, que fica na Avenida João Francisco Pasqua, nas proximidades da estrada vicinal de acesso a Guaranésia. Supostamente em desacordo com a legislação sanitária, assim como aos órgãos de Saúde, o estabelecimento foi vistoriado nesta manhã de segunda-feira, 11 de maio, quando foram constatadas eventuais irregularidades. A clínica, que atende a dependentes químicos, vinha sendo denunciada por possíveis maus-tratos, além de atuação inadequada para com a as normas. No local, representantes das secretarias municipais de Saúde e do Desenvolvimento Social flagraram uma interna amarrada, além de instalações precárias, como camas improvisadas no chão, baldes para satisfação das necessidades fisiológicas, entre outras anomalias.
Apoiados por integrantes da Polícia Militar e da Guada Civil Municipal, os agentes públicos registraram a ocorrência, que não foi ainda concluída (agora são 10h45). Neste momento, apenas um terapeuta ocupacional encontra-se na clínica, haja vista que a responsável técnica e a secretária do local foram conduzidas à 79ª Cia. PM/MG, onde prestam depoimentos. Também estão sendo aguardados os dirigentes da entidade, que não estão em Guaxupé.
Durante as vistorias, alguns internos foram retirados da clínica por seus familiares, enquanto outros manifestaram a impossibilidade de sair, uma vez que residem em cidades distantes. Uma paciente, inclusive, com histórico de esquizofrenia, foi encontrada amarrada pelos agentes de Saúde. De acordo com o único funcionário que permaneceu no local, ela não possui condições de se relacionar com ninguém, pois agride aos demais. "Ela foi deixada aqui pela própria Prefeitura, mas nós já dissemos que não temos condições de mantê-la aqui", justificou-se o trabalhador, que há dois meses exerce a função de terapeuta ocupacional na Amor e Vida.
Ainda em trâmite, a interdição da clínica está sendo preparada, segundo consta, há mais de uma semana. Esta, inclusive, é a segunda vez que a instituição é fechada. A primeira, vale lembrar, ocorreu quando ela funcionava no Jardim Aviação. O Jornal JOGO SÉRIO procurou contato com representantes da direção, mas informações dão conta de que a proprietária estará em Guaxupé logo mais para responder às acusações de maus-tratos e clandestinidade. No momento em que o Jornal deixou o local integrantes da GCM, Vigilância Sanitária e do Desenvolvimento Social da Prefeitura ainda estavam por lá. Conforme informado, parte tenta realocar os pacientes que ficaram e o restante toma as últimas providências quanto à interdição. Veja, logo mais, outras informações sobre este caso.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.