214
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 18/12/2019 19:51

Vereador Francis aponta precariedade em creche administrada por associação de bairros

A Creche do Caic, com cerca de cento e sessenta alunos, foi tema de repúdio de Francis, na sessão da Câmara. Na Prefeitura, assunto está sendo tratado com rigor e, apesar de nada ter sido mencionado, se a denúncia do vereador for confirmada, há a possibilidade de fechamento da Creche
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Vereador Francis aponta precariedade em creche administrada por associação de bairros

O vereador Francis Osmar da Silva denunciou, nesta segunda-feira, 16 de dezembro, durante a 20ª Sessão Ordinária da Câmara de Guaxupé, um suposto estado de precariedade pelo qual passa a Creche do Caic, que fica no Parque dos Municípios. Conforme o parlamentar, que naquela sessão legislativa recebeu mães de crianças matriuladas na instituição, há desde problemas estruturais até a presença de insentos peçonhentos no local. Numa noite em que boa parte do secretariado do Poder Executivo esteve presente à reunião, o tema tem gerado grande polêmica principalmente nos bastidores.
Francis externou a situação da Creche em pronunciamento feito na Tribuna da Câmara, quando aproveitou a presença da secretária de Educação, Sandra Costa, para cobrar providências. "Fui procurado por mais de trinta mães, neste fim de semana, as quais estão aí, na presença de vocês! Então, secretária de Educação, queria que você conversasse com as mães para tentarmos solucionar", advertiu Francis, que chegou a afirmar que as mães reclamantes temem represárias por conta da denúncia levada por ele à Câmara. "Elas estão se sentindo coagidas, com medo de acontecer alguma coisa com os filhos e os netos", afirmou o vereador, que tratou como vergonhosa e definiu como descaso o tratamento da Educação para com a Creche.
O JOGO SÉRIO falou com algumas mães de crianças da Creche, as quais foram à sessão para ouvir o vereador Francis: "Estamos apavoradas, pois pensa bem a gente ser informada de que no local onde nossos filhos estão há cobra e escorpião?", indagou Michele Lopes de Souza. "Já fizemos a reclamação anteriormente, mas não adiantou nada! Queremos saber por que mudou a diretoria?!", perguntou Tatiane do Carmo Silva. Além delas, outras mães teceram críticas parecidas.

O QUE DIZ A PREFEITURA?
Secretários presentes à sessão da Câmara onde a denúncia foi feita mobilizaram-se nesta terça, 17, a fim de identificarem os problemas mencionados pelo vereador. Sendo assim, uma comissão encabeçada pela secretária de Educação, Sandra Costa, visitará a creche, que é administrada pela Associação Comunitária do Parque dos Municípios.
Por meio de sua comunicação social, inclusive, Sandra manifestou-se. De acordo com ela, a manutenção em prédios escolares ocorre todos os anos nos meses de dezembro, janeiro e agosto, em períodos des recessos ou férias. "Para este ano, aliás, os reparos já estavam previstos, sendo que fizemos inclusive um muro de arrimo e pavimentamos a entrada da creche", informou o comunicólogo Paulo Rogério Leite Ribeiro, com quem o Jornal falou nesta quarta, 18, sobre o assunto.
Conforme o secretariado da Prefeitura, há ainda um convênio com o Presídio Guaranésia/Guaxupé, para serviços de jardinagem, os quais acontecem aos finais de semana, por parte dos reeducandos. "Quanto aos escorpiões, garantimos que não há esta "proliferação", pois a Vigilância Sanitária faz busca ativa quinzenal lá não só por este motivo, mas sobre o Aedes, entre outros. A própria Vigilância já orientou a direção da Creche sobre como deve-se proceder para assegurar o bem-estar das crianças e funcionários", completou Paulo.

Parceria
A respeito da parceria firmada entre a Prefeitura e a Creche, a Associação Comunitária do Parque dos Municípios, presidida por Neuma Aparecida Oliveira, recebe R$ 512 mil/ano para administrar a instituição, que atende crianças de zero a cinco anos. "A Associação apresenta o plano de trabalho, conforme determina o Marco Regulatório, e presta o atendimento, com o devido amparo da Prefeitura", informou a comunicação social do Município, que complementou: "Este governo tem tanto compromisso para com a Educação Infantil que já munipalizou quatro creches e fará o mesmo com as demais, o que inclui a Creche do Caic", concluiu Paulo Rogério.

Demissões
Também nesta segunda-feira, na sessão da Câmara, foi externado que as demissões de duas docentes da Creche teriam gerado o descontentamento de um grupo de mães, que cobraram explicações dado ao convívio harmonioso delas com as funcionárias em questão. O Jornal esteve na Creche na tarde de hoje, mas a reportagem foi informada de que o melhor horário para falar com a direção do local será na manhã desta quinta, 19 de dezembro.

INTERDIÇÃO: Por enquanto ninguém declara, mas caso os problemas da Creche do Caic sejam confirmados, há a possibilidade até de uma interdição do local. Contudo, a decisão será tomada após as diligências para apurar a procedência das afirmações feitas pelo vereador Francis.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.