6135
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 20/05/2020 12:59

Gerente do BB e assaltante vão a óbito após crime violento em Guaxupé

O bancário Alexandre (foto) e o assaltante Heber não resistiram aos ferimentos
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Gerente do BB e assaltante vão a óbito após crime violento em Guaxupé

O gerente de atendimento do Banco do Brasil de Guaxupé, Alexandre Vieira Rodrigues, de 39 anos, e o assaltante Heber Vasconcelos Lopes, 34, faleceram nesta manhã (agora são 12h31 desta quarta-feira, 20 de maio), por consequência de disparos de armas de fogo. Conforme já divulgado pelo Jornal JOGO SÉRIO, o primeiro foi vítima de sequestro e assalto, cujo crime foi praticado pelo segundo, com o apoio de outros comparsas.
Alexandre, sua esposa Simone e os dois filhos do casal foram feitos reféns na própria casa onde moram, o bancário foi levado à agência do BB com o bandido Heber, enquanto outros membros da quadrilha (não se sabe ainda quantos) mantiveram a mulher e as crianças em cárcere. Acionada, a Polícia Militar e integrantes da Polícia Civil compareceram ao banco, cercaram as imediações da Avenida Conde Ribeiro do Valle e mantiveram-se em posição estratégica (um expressivo número de pessoas aglomerou-se por perto, a fim de assistir o desenrolar dos fatos).
Assim que o assaltante saiu do banco e percebeu que seria preso, agarrou o gerente e apontou contra a cabeça dele um revólver. Em poucos segundos, a vítima foi baleada (a polícia afirma que o disparo foi feito pelo bandido) e em seguida o autor também alvejado (por um dos policiais presentes). Ambos foram socorridos por unidades do Corpo de Bombeiros, mas Alexandre, cujo tiro atingiu sua cabeça, já chegou sem vida ao Pronto Socorro. Heber, que teria sido conduzido ainda consciente, segundo consta, morreu no Hospital.
Em meio às mortes ocorridas em plena Avenida, a esposa e os filhos do gerente eram libertados às margens da BR 491, mais precisamente próximo da Associação Atlética Banco do Brasil - AABB. Resgatados por policiais, eles foram conduzidos à 79ª Cia. PM/MG, onde uma equipe de psicólogos da Prefeitura prestou-lhes auxílio, dado ao abalo emocional. A polícia guaxupeana, que no momento encontra-se apoiada por autoridades civis e militares de outras cidades, procura pelos demais integrantes do banco, os quais fugiram supostamente no carro das vítimas. A perseguição, diga-de de passagem, conta com helicóptero e forças especiais. Veja mais detalhes posteriormente, no www.jornaljogoserio.com.br.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.