1325
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 19/11/2019 10:17

Assaltantes mantêm vítimas como reféns até concluírem o crime do "sapatinho"

A polícia investiga a autoria do crime, que aconteceu em Nova Resende
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Assaltantes mantêm vítimas como reféns até concluírem o crime do

Assaltantes mantiveram membros de uma família inteira como reféns em Nova Resende, na última quarta-feira, 13 de novembro. As pessoas de bem, que permaneceram à mercê dos bandidos por cerca de dez horas, foram vítimas do delito que se popularizou como "sapatinho", quando criminosos mantêm funcionários de bancos e seus entes queridos sob custódia até concluírem o roubo.
Gerente de relacionamentos da Sicoob, C. R., de 29 anos, chegava em casa às 21h30, com o esposo, C. T. M., 32 anos, e a filha deles, de 10 anos, quando foram surpreendidos por três homens, dos quais dois estavam armados com revólveres e os renderam, levando-os para o interior da residência. No local, os autores permaneceram até às 4h30 do dia seguinte, quando utilizaram o veículo da família para levar a todos até o Córrego do Cavalo, na zona rural (lá, continuaram reféns do bando).
Às 7h30, um dos criminosos foi com a bancária até a agência, enquanto o marido e a filha dela permaneceram em cárcere, com os demais integrantes do grupo. No banco, o ladrão aguardou a chegada ainda de outras três funcionárias, tendo as rendido e roubado dinheiro do cofre e do caixa eletrônico. Depois, ele e C. R. deixaram o banco. Após executarem o plano, os assaltantes abandonaram a família num cafezal, na zona rural de Nova Resende.
Auxiliados por populares, eles transmitiram a ocorrência à Polícia Militar, que tomou as providências de praxe, mas até o encerramento desta matéria ninguém havia sido preso. As pistas e depoimentos, contudo, serão utilizados pela Polícia Judiciária regional, que abrirá investigação sobre o caso, a fim de identificar os responsáveis pelo crime e prendê-los. Ainda com relação às vítimas, apesar do trauma, ninguém ficou ferido.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: jornaljogoserio@gmail.com / ojogoserio@yahoo.com.br.