1019
Páginas Visualizadas Hoje

Autor: Carlos Alberto - Data: 04/04/2019 11:15

Prefeitura de Guaxupé auxiliará mulher que teve a casa incendiada no Recreio dos Bandeirantes

A dona da casa, Elenilce, conversa com o sargento Dávila, dos bombeiros, além de Claudinei, do Social, e Artur, secretário de Governo da Prefeitura de Guaxupé
Facebook Twitter LinkedIn Google+ Addthis Prefeitura de Guaxupé auxiliará mulher que teve a casa incendiada no Recreio dos Bandeirantes

A Prefeitura de Guaxupé reconstruirá a residência da autônoma Elenilce Passos, que teve o imóvel incendiado nesta tarde de quarta-feira, 3 de abril, no Jardim Recreio dos Bandeirantes, conforme já noticiado pelo Jornal JOGO SÉRIO. O auxílio foi definido na manhã de hoje, após visita do alto escalão do Município ao local, que ficou em ruínas depois que as chamas tomaram principalmente a cozinha da casa. A tragédia, segundo consta, poderia ter sido maior, haja vista a grande quantidade de material inflamável existente no imóvel, onde a cidadã, que é viúva, mora com os filhos.

A ajuda da municipalidade ficou acertada após reunião, no próprio local, liderada pelo secretário de Governo e Planejamento, Artur Fernandes Gonçalves Filho, com os assessores do prefeito Jarbas Corrêa Filho (Jarbinhas): Claudinei Vítor (de Desenvolvimento Social), Márcio Nunes (de Segurança Pública), o coordenador da Defesa Civil, Edson Kilian Bitencourt, a diretora da Divisão de Meio Ambiente, Rafaela Macedo Soares e o sargento do 4º Pelotão do Corpo de Bombeiros, André Willian Dávila Machado. Cada qual em sua área, os profissionais constataram que o ideal será mesmo demolir o imóvel, que ficou todo comprometido: “De nossa parte, já foi feito o rescaldo, a fim de evitar o reinício das chamas. Então, agora é com a Prefeitura, que tomará as providências”, informou o sargento Dávila.

De acordo com Kilian, o imóvel todo está comprometido, embora nem todos os cômodos tenham sido atingidos: “A estrutura da casa foi muito prejudicada. Então, o ideal é retirar os detritos, fazer uma boa limpeza e reconstruir o imóvel”, informou o responsável pela Defesa Civil. “Todo o amparo será dado por parte da Secretaria de Desenvolvimento Social. Porém, a moradora precisa concordar em retirar este alto índice de produtos inflamáveis, pois de nada adiantará reconstruirmos e ela voltar a acumular estes materiais aqui”, enfatizou Claudinei, se referindo a objetos recicláveis guardados clandestinamente no local.

Ainda sobre o ocorrido, Elenilce e os filhos passaram a noite na casa da mãe dela, após recobrarem-se do susto (no momento do incêndio, estavam em casa apenas a chefe da família e sua filha, de 3 anos). “Ainda nem sei o que fazer, pois perdi tudo! Durante o dia, vou ficar por aqui para ajudar na limpeza e, depois, graças a Deus, a Prefeitura ficou de levantar de novo minha casa. É triste, mas estou ‘sem chão’! Quem me conhece, sabe que sou quitandeira, mas perdi meu fogão industrial, além das outras coisas! O que será de mim agora?”, desabafou a moradora, que está sendo auxiliada por familiares, na medida do possível, mas terá o apoio do setor social do Município. Quanto à causa do sinistro, bombeiros suspeitam que o fogo tenha sido originado de um fogão à lenha, improvisado no fundo da casa. Contudo, a perícia técnica da Polícia Civil dará um diagnóstico mais completo.

 

LEIA TAMBÉM: ncêndio destrói residência no Recreio dos Bandeirantes

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.







Quem Somos

Redação: R. Dr. Joaquim Libânio, nº 532 - Centro - Guaxupé / MG.
TELs.: (35) 3551-2904 / 8884-6778.
Email: [email protected] / [email protected]